Toxina Botulínica

As marcas de expressão aparecem na face, na forma de sulcos ou rugas. São provocadas pela ação dos músculos de expressão. O uso destes músculos varia de uma pessoa para outra. Algumas pessoas usam muito mais e outras pessoas menos.

O que acontece ao longo do tempo é que o músculo sendo contraído repetidas vezes fica hipertrofiado e com a tonicidade aumentada (Tônus é o grau de contração que permanece mesmo no músculo em repouso). Tudo acontece como se o músculo da expressão houvesse sido submetido a um programa de musculação. Esta hipertrofia forma sulcos e rugas que aparecem de forma muito marcada no momento da expressão e permanece um pouco menos marcado, mesmo quando não se está contraindo o músculo. Esses sulcos e rugas permanecem justamente pelo efeito da hipertrofia e do tônus musculares.

Com o passar do tempo, e com a instalação do processo de envelhecimento, a pele se quebra e as rugas ficam mais acentuadas e marcadas. A ação da luz solar, provocando o foto envelhecimento, tira a elasticidade e todo esse processo se acentua dando um aspecto envelhecido na pele do rosto.

A Toxina Botulínica é uma substância produzida pela bactéria Clostridium Botulinum, tem uma potente ação, mas usado em pequenas doses, não faz nenhum mal, e pode melhorar os aspectos de envelhecimento facial. A dose usada para fins estéticos é de 25 a 50 unidades e a que faz mal ao ser humano é de 3000 unidades. A pequena quantidade usada com fins estéticos obtém os efeitos sem perigos para a saúde.

É usada para corrigir as rugas de expressão. As rugas da testa, o sulco entre as sobrancelhas e os famosos “pés de galinha” podem ser beneficiados com o método. Outras áreas também podem ser tratadas. A técnica consiste em injetar a substância no músculo cuja hipertrofia e tônus provoca o aparecimento das rugas. Assim se obtém uma paralisia temporária (obviamente, de músculos desnecessários), com o desaparecimento das rugas mais leves e atenuação das mais profundas. A duração dos efeitos é em média de 6 meses.